Jornal Público acaba com a edição em papel (o de Espanha)

Depois de ter sido lançado em Setembro de 2007, o jornal Público (de Espanha, não confundir com o nosso) termina com a sua edição em papel.

Há um ano  tinha uma tiragem média de 90 mil exemplares, longe dos quase 425 mil do líder El País.

De acordo com o artigo publicado no site do jornal, a edição online continuará para servir os cerca de 5,5 milhões de utilizadores.

Los trabajadores decidirán en asamblea cuando se publica el último número, aunque como máximo podrá salir a la calle hasta el próximo domingo 26. Esta medida no afecta a la edición digital que continuará con su actividad. Público.es tiene más de 5,5 millones de usuarios únicos, que la sitúan como la cuarta web de información general en España, según los datos de OJD.

O blog 233grados recolheu algumas reacções no Twitter.

[blackbirdpie url="https://twitter.com/#!/iescolar/statuses/173004488720908288"]

Apesar das manifestações de apoio, o jornal vai ter que despedir parte dos seus 160 trabalhadores. O Público tranformou-se num jornal de referência na sociedade espanhola, com a sua linha humanista e interventiva e aposta no jornalismo de qualidade.  Seria de esperar que em tempo de crise a sua voz fosse mais forte,  mas talvez por esta crise ser particular perdeu o seu espaço e a sua viabilidade económica.

Segue online e vamos ver o que o futuro lhes reserva. Cliquem na imagem abaixo para ler o manifesto de apoio ao jornal.

E em Portugal? Haverá encerramentos em breve?

One thought on “Jornal Público acaba com a edição em papel (o de Espanha)”

Leave a Reply